Mudança Climática: no que a Arte pode Ajudar?

Recentemente publiquei uma postagem com cartoons excelentes, em que a negação da mudança climática é ironizada de maneira ácida por Tom Toles. Evidentemente como uma matéria prima muito comum aos cartunistas é a crítica, chega até a ser decepcionante que haja menos deles explorando o tema.

Mas há um sem número de outras manifestações artísticas que, em um momento ou outro, se mostraram profícuas em demarcar posições críticas, difundir idéias e valores e chamar a atenção da opinião pública para determinadas questões. Isto tem acontecido com as mudanças climáticas e gostaria de compartilhar alguns exemplos bastante interessantes de como a arte pode ser nossa aliada em sensibilizar o grande público. 

Dentre os vários trabalhos que encontrei divulgados pela internet, chamou-me particularmente atenção o de Nele Azevedo e seu impressionante conjunto de esculturas de homenzinhos de gelo, abandonados ao derretimento. Essas esculturas efêmeras ficaram, no seu breve tempo de vida, expostas em cidades como Berlim, Belfast e Amsterdam e certamente a sua desintegração desigual à medida em que derretem é o que é mais chamativo. Na página da própria Nele Azevedo, encontram-se as fotos aqui mostradas e outras várias, além de links para vídeos. Recomendo a visita.

Outro projeto extremamente interessante é o mostrado neste link. Dentre as várias exibições e programas do "Cape Farewell", um destaque óbvio vai para os "Ice Texts" (textos no gelo) de David Buckland. Trata-se de um produto impressionante do que expedições que combinam coleta de dados científicos e manifestações artísticas podem mostrar. Considerei uma maneira absolutamente para dar visibilidade a trabalhos (e a preocupações) que normalmente só circulam o meio acadêmico e na nossa linguagem obscura de termos técnico-científicos, equações e gráficos.

A crítica desenvolvida por Buckland, aliás, vai além da simples constatação da perda de gelo em função do aquecimento global. Incide, não de modo totalmente explícito, mas tampouco de modo sutil, sobre a sociedade de consumo e a queima de combustíveis fósseis.

Existem outras manifestações, que incluem vídeo e música, algumas bastante diretas. Gostaria, nesse quesito de recomendar três delas. A primeira é uma animação que ilustra bem o jogo de empurra-empurra nas negociações climáticas, mostrando inclusive o papel nefasto dos EUA em desestruturar, ao não participar, o acordo de Kyoto, com bastante humor. O link para "A História das Negociações Climáticas em 83 segundos" e sua musiquinha infame aparece ao lado.



Outro vídeo que deixarei disponível aqui (este eu recomendo fortemente) foi produzido como parte do projeto "Symphony of Science", dedicado à popularização da Ciência. Através de uma edição cuidadosa do áudio, as falas de cientistas renomados (em outros vídeos da série aparecem Carl Sagan, Richard Dawkins, Richard Feymann, Neil deGrasse-Tyson e outros) são editadas na forma de uma melodia. No vídeo "O Maior de Nossos Desafios", Bill Nye ("the science guy", importante divulgador da ciência na TV pública americana), David Attenborough e Richard Alley (glaciologista e paleoclimatologista, que já mencionei em posts anteriores) decantam a possibilidade de evitar uma catástrofe climática de grandes proporções.

Por fim, já que entramos na seara das mensagens diretas, não poderia deixar de divulgar um vídeo que aborda a questão climática e satiriza a negação sem arrodeios. São cientistas de verdade (eu conheço alguns, sendo que o "líder da banda" Jason Evans foi meu colega de pós-doutorado no Departamento de Geologia e Geofísica da Universidade de Yale) e são palavrões de verdade... 

Segue a letra:

I'm a Climate Scientist (Hungry Beast)

Who's a climate scientist..
I'm a climate scientist..
Not a cleo finalist
No a climate scientist
Droppin facts all over this wax
While bitches be crying about a carbon tax
Climate change is caused by people
Earth Unlike Alien Has no sequel
We gotta move fast or we'll be forsaken,
Cause we were too busy suckin dick Copenhagen: (Politician)
I said Burn! it's hot in here..
32% more carbon in the atmosphere.
Oh Eee Ohh Eee oh wee ice ice ice
Raisin' sea levels twice by twice
We're scientists, what we speak is True.
Unlike Andrew Bolt our work is Peer Reviewed... ooohhh
Who's a climate scientist..
I'm a climate scientist..
An Anglican revivalist
No a climate scientist
Feedback is like climate change on crack
The permafrosts subtracts: feedback
Methane release wack : feedback..
Write a letter then burn it: feedback
Denialists deny this in your dreams
Coz climate change means greater extremes,
Shit won't be the norm
Heatwaves bigger badder storms
The Green house effect is just a theory sucker (Alan Jones)
Yeah so is gravity float away muther f**cker
Who's a climate scientist..
I'm a climate scientist..
I'm not a climate Scientist
Who's Climate Scientists
A Penny Farthing Cyclist
No
A Lebanese typist
No
A Paleontologist
No
A Sebaceous Cyst
No! a climate f**cking scientist!

Comentários

  1. gostei do "History of Climate Negotiations", hehe...

    Aqui tem o Denial Tango. Gosto do verso "I'm skeptical of everthing I just don't wanna know".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei! Todos sabemos que a Terra é plana, certo? rs

      Excluir
    2. Para os que quiserem curtir a letra:

      “Denial Tango”, by Men with Day Jobs

      You say the planet’s warming, but I’m convinced it’s not
      Last Tuesday it was rather cool, today it’s not so hot
      And if it’s getting hotter, I’m sure it’s not by much
      Prob’ly due to sunspots, volcanoes or some such
      Or maybe it’s the Chinese, that make more smoke than us
      I know there’s many more of them, so let them catch the bus
      One thing I am sure of, no need to make a fuss
      Fire up those smokey chimneys and sing

      Denial … I’m in denial
      Don’t talk to me of independent studies or scientific trial
      I’m in denial … deep in denial
      And as the waters rise around me I’ll just hold my breath and say
      It isn’t so

      I call myself a skeptic, And I believe it’s so
      I’m skeptical of anything, I just don’t wanna know
      Don’t give me CSIRO or IPCC
      I want some wacky viscount with an architect’s degree
      He says it’ was much hotter X million years ago
      I know that killed a lot of dinosaurs but they were rather slow
      It’s just a lot of scientists that think they’re in the know
      But I know I know better, let’s sing:

      Denial … I’m in denial
      When I see those eco-nazis, I raise my arm and shout Sieg Heil
      I’m in denial … deep in denial
      And as the waters rise around me I’ll just hold my breath and say
      It isn’t so

      Those fires are not raging, No floods deluge the land
      Those hurricanes and tornadoes are just flashes in the pan
      The animals are doing fine, No species dying out
      And half the bloody climate isn’t choking in drought
      The ice is not receding, from either polar cap
      I’d go with Tony Abbott, It’s just a load of crap
      This round-the-world disaster is an evil greedy trap
      ‘Cause everybody knows the world is flat

      Denial … I’m in denial
      Don’t talk to me of independent studies or scientific trial
      I’m in denial … deep in denial
      And as the waters rise around me I’ll just hold my breath and say
      It isn’t so … oh no

      As the waters rise around me I’ll just hold my breath and say
      It isn’t so … oh no

      Don’t wanna know
      As the waters rise around me I’ll just hold my breath and say… glug glug glug

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O colapso (in)evitável e o Antropoceno

Chega de desmaios por Justin Trudeau. O cara é um desastre para o planeta. (Artigo de Bill McKibben no Guardian)

Especial para nosso blog: Entrevista com Daniel Tanuro sobre Crise Ecológica e Ecossocialismo